A Água No Planeta e sua Importância

Desde criança, aprendemos que a água é importante para a vida na Terra. Ela está presente em cerca de 70% da superfície do planeta, sendo a responsável pelo surgimento e manutenção da vida, além de fazer parte da composição dos seres vivos.

A água é um dos mais importantes fatores para a conservação da saúde, já que participa de todos os processos corporais “desde a regularização dos fluidos corporais, o controle prescrito, a termorregulação, os sistemas endócrinos e hormonais, a filtração e eliminação de excessos e resíduos de metabolização do corpo. Resumindo, a água é vida em nosso corpo.

O corpo humano possui em média 65% de água em sua constituição, sendo que cada parte possui maior ou menor quantidade desse líquido: os músculos têm 75% de água em sua composição, o sangue possui 95%, a gordura registra 14% e os ossos, cerca de 25%. A distribuição da água pelo corpo se dá quando ela é ingerida, uma vez que o líquido é guiado a todas as células para que cada uma delas execute suas funções de forma adequada. “Ao ingerirmos quaisquer bebidas, elas são absorvidas pelo tecido mucoso e pelos intestinos. Utilizamos a água e seus componentes e eliminamos os excessos através do sistema urinário”.

 

De onde vem tanta sede?

Fatores como o excesso de atividades físicas, o consumo de álcool, calor excessivo e doenças que provoquem vômitos e diarreias causam desidratação. Antes de chegar a esse estado, o cérebro envia um aviso ao corpo, um sinal de alerta solicitando água. Sistemas hormonais neuroendócrinos avisam o sistema nervoso, que responde por meio da secreção do hormônio antidiurético e modifica os sistemas de controle da sede em nosso corpo. Mas se levarmos em consideração que todo líquido que ingerimos possui água, ela poderia ser substituída por sucos e refrigerantes? Os sucos entram na conta da hidratação e podem ser contados. Contêm sais minerais e açúcares. Os refrigerantes contêm uma grande e desproporcional quantidade de açúcares e devem ser evitados.

 

Hidratação Certeira

Estar sempre atento ao próprio corpo é um grande aliado na manutenção do nível de água necessário para o bom funcionamento do organismo, pois assim, é possível identificar de maneira muito fácil os baixos índices de água corporal. A secura na boca e a pouca urina são um sinal. Os olhos fundos, a diminuição da elasticidade da pele, a elevação da temperatura corporal, dos batimentos cardíacos e da frequência respiratória são sinais que também ajudam avaliar o nível de hidratação do corpo.

Entender a importância da água para a vida é fundamental para respeitar e preservar esse bem precioso. Atitudes simples, como sempre ter uma garrafa de água por perto ou fazer uso dos famosos aplicativos de avisos para ingestão de água, podem ajudar você a manter o corpo hidratado em boa medida. O resultado é quase imediato, uma vez que os processos do corpo passam a ocorrer sem interrupções, causando sensação de bem-estar e apresentando uma pele mais vistosa. Lembre-se de que a boa hidratação é o primeiro passo para uma vida saudável.

 

Quantidade diária ideal de água para Tomar

Os especialistas afirmam que um adulto deveria ingerir pelo menos 2 litros e meio de água por dia, para manter o bom funcionamento do organismo. É claro que esse valor varia muito com o clima, estado de saúde e tipo de atividades que o indivíduo está realizando, porém essa é a média correta.

Sabemos que a recomendação do Ministério da Saúde é que se beba pelo menos dois litros de água a cada dia. Entretanto, essa quantidade é uma média e varia de acordo com alguns fatores, tais como o clima em que uma pessoa vive e as atividades físicas que ela realiza. Deste modo, é importante destacar que pessoas que praticam atividades físicas devem realizar um consumo de água maior devido à transpiração, assim como pessoas que estão expostas a altas temperaturas.

A pergunta que fica é a seguinte: como saber se alcancei essa meta? Contabilizar cada copo de água que você ingere é uma tarefa muito trabalhosa. Fora que os alimentos também fornecem água, mesmo que em menor quantidade. Então, não daria para fazer essa conta exata.

O que dá para fazer é ficar atento aos sinais que o seu corpo apresenta, para conferir se ele está saudável. Por exemplo: boca seca, lábios rachados e sede persistente não são coisas comuns. Se você estiver apresentando isso, pode significar um início de desidratação.

Outro sinal muito evidente é a urina. O ideal é que ela esteja bem clarinha. Se estiver em um tom muito escuro pode significar que você está precisando beber mais água.

Ainda, segundo sugestão de alguns profissionais, para saber a quantidade de água que uma pessoa precisa ingerir diariamente, pode-se multiplicar seu peso por 35, considerando que a cada quilograma de massa uma pessoa precisa tomar 35 ml de água. Desse modo, uma pessoa que pesa 70 kg tomará 2450 ml ou 2,45 litros de água.

Como foi possível perceber, a importância da água para manter a saúde do organismo é muito grande. Portanto, procure sempre se manter hidratado e fique atento aos sinais que o corpo pode te mandar que indiquem a desidratação.

 

Importância da água para a saúde

Quando olhamos para a natureza, fica fácil perceber a importância deste elemento. Afinal, uma das únicas coisas que há em comum entre todos os seres vivos é justamente ela. Os animais, plantas e, inclusive, nós somos formados basicamente por água.

De uma forma geral, todos sabem que a água é essencial para a vida. Mesmo assim, no cotidiano ela não costuma receber a devida atenção. Temos a visão geral, mas nem sempre sabemos a importância da água para o nosso organismo de forma específica.

 

Benefícios da hidratação correta

Como já foi possível perceber, beber água é um hábito essencial para os seres vivos, afinal sem ela não existe vida. Entretanto, tem como se hidratar apenas o mínimo suficiente ou fazer uma hidratação de forma correta.

Bom humor e melhor raciocínio

Todas as células do nosso corpo precisam de água para funcionar corretamente. Isso não é diferente com os neurônios, que precisam dela para transmitir os seus impulsos elétricos. Quando a quantidade do líquido não é o ideal, esse processo é prejudicado. Assim, o raciocínio não vai funcionar na sua melhor performance e o humor também pode ser prejudicado.

Rins saudáveis

Você já sabe que os rins têm a função de filtrar os líquidos do nosso organismo, não é? Essa tarefa fica muito mais fácil quando há mais fluidez do líquido. Quando ingerimos a quantidade correta, as partículas do nosso corpo ficam mais diluídas, o que evita os temidos cálculos renais.

Intestino regulado

Muitas vezes a dificuldade na hora de evacuar está ligada a desidratação. Garantir a cota ideal de água ajuda bastante o trânsito no intestino, pois deixa o bolo fecal mais pastoso. Além disso, a água também ajuda a estimular os movimentos peristálticos.

Circulação sanguínea otimizada

A falta de água no corpo deixa o sangue mais viscoso e favorece a queda da pressão arterial. Com isso, o sangue se move com mais dificuldade, o que significa que alguns órgãos podem não ser irrigados corretamente.

 

Problemas Causados pelo baixo consumo de água

Listamos alguns dos problemas relacionados ao consumo inadequado de água. Confira:

Fadiga

Ao consumir pouca água, nosso corpo fica com um déficit na hidratação, o que reduz a atividade enzimática e cria a sensação de fadiga – que é basicamente aquele cansaço persistente que nos deixa sem ritmo para fazer nenhum tipo de atividade, seja ela física ou mental. 

Constipação intestinal

A água é um agente importante na formação do bolo fecal. Quando o consumo é pequeno, o intestino tem dificuldade para efetuar a excreção e formação das fezes, o que gera o desconforto conhecido como constipação ou prisão de ventre.

Eczemas

Eczemas são infecções cutâneas muito comuns tanto em adultos quanto em crianças. Existem diversos fatores ligados ao seu surgimento, sendo um dos principais a falta de hidratação da pele.

Reumatismo

Quem sofre de reumatismo ou artrite precisa ficar alerta quanto ao seu consumo de líquidos. A hidratação das juntas e ligamentos é imprescindível para reduzir os efeitos dessas doenças. Por isso, é preciso ficar muito atento e beber água com frequência.

Enxaqueca

A temida enxaqueca também se agrava conforme a ingestão de líquidos da pessoa. Quem toma pouca água sofre com o aumento da temperatura corporal, o que gera a dilatação dos vasos sanguíneos e capilares, que são uma das causas da enxaqueca.

 

A Água nos alimentos

A água está presente na composição de vários produtos, sejam eles naturais ou industrializados. Isso significa que podemos conseguir obter água, não apenas ingerindo-a da maneira tradicional, mas também pela ingestão de alimentos. Vale destacar que nem todos alimentos apresentam a mesma quantidade de água em sua composição, sendo observados alimentos com baixo teor de água e outros com porcentagens elevadas.

Veja a seguir a porcentagem de água encontrada em alguns alimentos (aproximadamente):

Alface → 96% de água.
Pepino → 95% de água.
Uva → 81% de água.
Maçã → 84% de água.
Ovos → 75% de água.
Banana → 74% de água.
Batata frita → 44% de água.
Queijo suíço → 38% de água.
Manteiga → 16% de água.
Pastel de queijo frito → 17% de água.
Torrada de pão francês → 9% de água.
Bolacha de água e sal → 3% de água.

Deixe uma resposta